Hoje Domingo, bom dia a toda a Humanidade….

Johann Sebastian Bach vai começar a visitar assiduamente palavraluz.com e espiritismocultura.com, com as palavras e os sons que nos aguardam, cantadas, quem sabe se por nós mesmos, aprendizes da paz, do progresso e da beleza sem fim da obra de Deus…

Vá lá, comecem, cantando connosco e… Charles Daniels… Bist du bei mir… Bach, com a inspiração sublime de Stölzel, não é bom esquecer….

A token of love

Bach gave the second Notenbüchlein to his wife as a gift.

If Bach wrote one singalong tune, it was surely Bist du bei mir? Unfortunately not. Although Bach did have a hand in it, the song itself is by… Stölzel. The theme was a wonderful choice to open his gift music book to Anna Magdalena: a simple song of gratitude, trust, faith in God and faith in his second wife. We do not know how the couple were familiar with the aria from Stölzel’s Diomedes, but maybe the opera was so fashionable that tout Leipzig was humming the melody.

The Notenbüchlein für Anna Magdalena Bach
Shortly after their arrival in Leipzig in 1723, Johann Sebastian and Anna Magdalena Bach revealed themselves as a cultural power couple. Although Anna Magdalena gave up her successful public singing career, she joined her husband in running a thriving music business, alongside looking after a large and growing family. We have at least two tangible traces of their married life in the form of two Notenbüchlein from 1722 and 1725.

Whereas the first Notenbüchlein was still a sort of notebook, containing things like early versions of five ‘French Suites’ (and who knows what else, as two-thirds of the pages are missing), the second one was definitely intended as a gift from Johann Sebastian to his wife. In fair copy, he notated two Partitas and all sorts of other music of Anna Magdalena’s own choosing, such as the aria from the Goldberg Variations and the song Dir, dir Jehova, BWV 452, as well as music by composers like Couperin and Bach’s stepson Carl Philipp Emanuel. Together, the Notenbüchlein form a colourful mix of arias, chorales and suites.

Vocal Texts

Original
Bist du bei mir, geh’ ich mit Freuden
zum Sterben und zu meiner Ruh’.
Ach, wie vergnügt wär’ so mein Ende,
es drückten deine lieben schönen Hände
mir die getreuen Augen zu!

Translation
Be thou with me and I’ll go gladly
To death and on to my repose.
Ah, how my end would bring contentment,
If, pressing with thy hands so lovely,
Thou wouldst my faithful eyes then close.

Translation: Z. Philip Ambrose

 

 

Autor: espiritismo cultura

- sobre: A Realidade desta e de outras vidas. Tradução em português de Portugal de "O LIVRO DOS ESPÍRITOS" livre e aberta para todos, PUBLICADA E COMENTADA nos nossos blogues. VISITEM E INSCREVAM-SE COMO SEGUIDORES espiritismocultura.com

2 opiniões sobre “Hoje Domingo, bom dia a toda a Humanidade….”

  1. Caro José Brites,

    Delicadamente sonoro e amigavelmente me percebi como que em alma entrelaçado. Ao ler a tradução: faz todo sentido!
    Esse não é um assunto a que tive acesso técnico, cultural ou artístico: valhe-me, se me enleva o coração.
    Se me permite, segue um link que também me agrada ouvir:

    Abraços,
    PR.Jacob

  2. Caro Paulo Jacob,

    Aproveito o Vosso simpático comentário para sugerir a todos os visitantes o seguimento de All of Bach, que já aqui tem sido chamado várias vezes e que é referido na coluna do lado direito como referência sugerida.
    É uma companhia permanente para mim e fonte constante de paz, serenidade e não pouco encantamento espiritual.
    Estou a escrever a vou escutando a peça que me sugeriu, com todo o gosto e encanto.
    Quanto a All of Bach, sou um seguidor desde a primeira hora, e posso dizer-lhe que conheço todas as peças que foram publicadas, repetindo inúmeras vezes grande número de todas elas, que vou visitando alternadamente, sempre com agrado crescente. Tenho até uma pasta com a impressão dos textos em alemão, leio os textos de informação e os documentários que são inseridos com entrevistas dos intérpretes e do maestro.
    Há algumas peças que me causam uma emoção sem limites. Essas, evito repeti-las demasiadas vezes, para poupar na emoção sentida…
    Grande abraço e… Viva Bach, viva a Alma da Música!!!…

    NOTA: quem seguir sem ser no YouTube livra-se da praga dos anúncios… ir a http://allofbach.com/en/
    Dispõe de muita informação, referências e… ouve-se em paz!…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s